Estremoz Editora 

tlm: + 351 912 282 497​

Email: estremozeditora@gmail.com

Facebook 

Instagram

Livrarias Portugal

Bibliotecas

Feiras do livro

Revendedores

Recrutamento 

Termos e condições

Devoluções 

Politica de Privacidade e Segurança

O Escritor

que queria escrever o seu primeiro livro

de Rui Gabriel Caldeira

dezembro de 2019

isbn: 978-989-98644-7-4

N.º Páginas: 220

Tipo literário: Ficção  

pvp: 16,00€/ 14,40€

PORTES GRÁTIS

Estamos em 2042, em Évora, capital mundial de software para sistemas robóticos. Luciano, um engenheiro cibernético de gabarito mundial com veia literária é convidado por Pintassilgo, um editor famoso, para escrever uma novela de ficção. O país está a passar por um tumulto: o parlamento português prepara-se para aprovar uma lei que legaliza o homicídio, que diz assim: toda e qualquer pessoa tem o direito a extinguir outro que considere ser prejudicial para si.  O nosso escritor resolve escrever uma história que se opõe a esta ideia: nela, uma personagem, Marlene, que acidentalmente descobre a viagem no Tempo, vai ao passado salvar o avô que nunca conheceu, e interfere na História. As peripécias da criação literária, afinal não são lineares, e Luciano vê-se perante problemas que não esperava.  Para agravar, no meio do turbilhão social e político, nas festas da cidade, e na véspera do lançamento do seu primeiro livro, recebe uma visita bizarra e tem a maior surpresa da sua vida. A novela – que explora os universais antropológicos como o bem, a maldição e o apocalipse individual –,  puxa para si elementos da realidade e impregna o quotidiano com ficção, passa por inúmeros locais de Évora, e mostra o lado menos conhecido de uma cidade que já foi capital de Portugal, o seu património histórico, os palácios, os jardins reais, a biblioteca, o convento da Cartuxa, e claro, o ex libris, o Templo de Diana.